Setembro Amarelo – Toda Vida Importa

Setembro Amarelo – Como surgiu o Movimento de Prevenção ao Suicídio
10 de setembro de 2021
Setembro Amarelo: mês de prevenção ao suicídio
30 de setembro de 2021

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

As razões podem ser bem diferentes, porém muito mais gente do que se imagina já pensou em suicídio.

Saber quais as principais causas e as formas de ajudar pode ser o primeiro passo para reduzir as taxas de suicídio no Brasil, onde atualmente 32 pessoas por dia tiram a própria vida.

 

“Mas como buscar ajuda se muitas vezes a pessoa sequer sabe que pode receber apoio e que o que ela sente naquele momento é mais comum do que se divulga? Ao mesmo tempo, como é possível oferecer ajuda a um amigo ou familiar se também não sabemos identificar os sinais e muito menos temos familiaridade com a abordagem mais adequada? Todos podemos fazer esta pergunta: TEM ALGO QUE EU POSSO FAZER PARA TE AJUDAR?”

 

 

 

 

Prevenção – A primeira medida é a educação

As razões podem ser bem diferentes, porém muito mais gente do que se imagina já pensou em suicídio. Segundo estudo realizado pela Unicamp, 17% dos brasileiros, em algum momento, pensaram seriamente em dar um fim à própria vida e, desses, 4,8% chegaram a elaborar um plano para isso. Em muitos casos, é possível evitar que esses pensamentos suicidas se tornem realidade.

Durante muito tempo, falar sobre suicídio foi um tabu, havia medo de se falar sobre o assunto. De uns tempos para cá, especialmente com o sucesso da campanha Setembro Amarelo, esta barreira foi derrubada e informações ligadas ao tema passaram a ser compartilhadas, possibilitando que as pessoas possam ter acesso a recursos de prevenção.

Acompanhe nossos artigos pelo site, WhatsApp e nas redes sociais

clinicaterapeuticadralcimar.com/artigos-videos/
facebook.com/clinicaterapeuticadralcimar
instagram.com/clinicaterapeuticadralcimar

Fale Conosco e Agende uma Consulta
📲 (11) 97432-2125 (WhatsApp)

 

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×