Ansiedade em Tempos de Pandemia

Depressão um Conjunto de Transtornos de Humor
8 de setembro de 2021
10 de Setembro – Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio
10 de setembro de 2021

Em vez de ler, que tal ouvir o post? Experimente no player abaixo:

O que causa a Ansiedade?

A principal causa é a dificuldade em lidar com as perdas no futuro, estamos sempre com medo de algo que pode não dar certo, de não acontecer ou de acontecer de forma não esperada. Em tempos de Pandemia foram inúmeras as perdas.

Trabalho em home office, distanciamento da família, mortes, desemprego, incertezas diversas, isolamento quase que total do mundo colocou em risco nossa saúde mental, então a Ansiedade aparece nesse cenário nos obrigando a lidar com os sintomas.

Quais os sintomas da Ansiedade?

Fadiga, tensão muscular, palpitação, suor, dor de cabeça, disfunção sexual, disfunção gastrointestinal, perda de memória, insônia, dificuldade de concentração, irritabilidade, inquietação (Pfizer).

Para que a Ansiedade existe?

A Ansiedade e seus sintomas é um alerta que algo está errado e precisa mudar, uma busca pela adaptação (P@psiC 2010) a única questão é que soma-se aos fatores do isolamento nossos traumas do passado, feridas psíquicas (Rosimeire Zago) que nos persegue ao longa da nossa jornada terrena, muitas vezes estabelecida em nossa infância.

Para o entendimento melhor da Ansiedade podemos usar uma história baseada em ficção.

 

Uma história

Imaginemos que uma pessoa perca seu Pai.  A criança que vamos chamar de “Madalena” tinha seu pai como uma figura muito importante.

Madalena sofre em seu mundo sem falar com ninguém, passa a infância em silêncio, desenvolve um comportamento de servir, busca sempre estar pronta para ajudar.

Chegando na adolescência a criança se rebela, torna-se rebelde, agitada, irritada. Após esse período, com o tempo desenvolve o perfeccionismo, buscando controlar tudo e a todos a sua volta, com o objetivo de não perder mais ninguém e ser aceita.

Ansiedade e perda (trauma)

Isso se dá pelo fato da pessoa não suportar a perda que teve no início na morte do pai.

A Ansiedade é um companheiro da Madalena, pois está sempre pensando no futuro, imaginando, planejando, cuidando para não ter que lidar com a perda novamente. Com isso vai acumulando responsabilidades, vira a responsável pelos problemas das pessoas e a consequência é um acúmulo físico e emocional, Ela acaba por esquecer de si para cuidar do outro ocasionando um misto de Depressão e Ansiedade.

Fontes: Pfizer | Pepsic | Rosimeire Zago


Precisando de Ajuda?
Compartilhe

1 Comment

  1. […] Segundo dados do estudo coordenado pelo psiquiatra Dr. Guilherme Polanczyk, dentro da Faculdade de Medicina de São Paulo, a USP, uma a cada quatro das 7 mil crianças e adolescentes ouvidos, apresentou ou apresenta sinais de ansiedade e depressão por conta da pandemia. […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×